wrapper

Por Andressa Guimarães

Durante o mês de setembro, no qual é realizada a campanha ‘Setembro Amarelo’, dedicada à prevenção ao suicídio, os funcionários do Setor de Acompanhamento da Fundação CDL Pró-Criança, juntamente com alguns jovens aprendizes do Programa Educação & Trabalho (PET), se mobilizaram e criaram vídeos relacionados à temática.

O principal objetivo da campanha ‘Setembro Amarelo’ é a conscientização sobre a prevenção do suicídio, buscando alertar a população a respeito da realidade da prática no Brasil e no mundo. Para os idealizadores e apoiadores da campanha, a melhor forma de se evitar um suicídio é por meio da promoção de diálogos e discussões sobre este problema. Dessa forma, os vídeos abordaram questões como: a origem histórica da campanha; o reconhecimento e aceitação das imperfeições inerentes ao ser humano; a importância de se trabalhar a autoestima, autoaceitação, amor próprio;  a relevância dos cuidados com a saúde mental e de se falar sobre o suicídio como uma forma de prevenção; a abordagem de questões como ansiedade, depressão e outros transtornos mentais; a importância de se pedir ajuda e as formas de obtê-la; a importância de se recorrer a profissionais especializados, nesses casos, e as formas de ajudar pessoas que se encontram sob risco de cometer suicídio.

Segundo a coordenadora do Setor de Acompanhamento da Fundação CDL Pró-Criança, Aline Maia, organizadora da atividade junto à sua equipe e aos aprendizes, “nós somos responsáveis por acompanhar os jovens na aprendizagem prática e percebemos que o emocional interfere muito no desempenho deles na empresa. O tema do suicídio é uma discussão que está sempre presente em nosso setor, pois, infelizmente, nos deparamos com esses desafios também com os nossos jovens. Nesse mês de setembro, devido ao dia 10 ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, muitas empresas e demais instituições promovem essa reflexão sobre o tema. E, nesse ano, resolvemos convidar alguns aprendizes para nos ajudar, pois acreditamos que, com a participação e colaboração de todos, conseguimos atingir um número maior de pessoas. Ficamos muito felizes com o resultado e esperamos ter ajudado alguém, pois não sabemos pelo que o outro está passando, seus problemas e pensamentos, e o diálogo pode sempre ser uma alternativa de solução.”

Dados Estatísticos - Segundo dados recolhidos em 2019, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), quase 800 mil pessoas tiram a própria vida todos os anos, sendo 79% destes indivíduos moradores de países de baixa e média renda. O suicídio é a terceira principal causa de morte entre jovens com idades entre 15 e 19 anos.

História - O Setembro Amarelo começou nos EUA, quando o jovem Mike Emme, de 17 anos, cometeu suicídio, em 1994. Mike era um rapaz muito habilidoso e restaurou um automóvel Mustang 68, pintando-o de amarelo. Em consequência dessa triste história, foi escolhido como símbolo da luta contra o suicídio, o laço amarelo. No Brasil, a campanha teve início em 2015, pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). As primeiras atividades realizadas pelo Setembro Amarelo aconteceram na capital do país, Brasília. Entretanto, já no ano seguinte várias regiões de todo o país aderiram ao movimento e também participaram. A Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP) estimula a divulgação da causa em todo o mundo no dia 10 de setembro, data na qual é comemorado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.
Last modified on Quarta, 30 Setembro 2020

Conheça a Fundação CDL

A História da Fundação CDL Pró-Criança começou em 1986, com a iniciativa de empresários do comércio, ligados à CDL/BH que resolveram se mobilizar em torno dos problemas que afetavam a vida das crianças de Belo Horizonte.

A entidade cumpre sua missão de levar igualdade de oportunidades às pessoas e contribuir para a construção de um futuro melhor, fortalecendo e exercendo a cidadania.

FCDL News

Dê a um jovem o seu primeiro emprego!
15, 16 e 17 de setembro, a partir das 9 horas
Contrate estagiários por intermédio da Fundação ...